dieta

Macarrão é muito calórico? Será que ele pode ser utilizado em dietas?

Molhos gordurosos tornaram a massa uma vilã, mas se ingerida de forma correta, ela se torna uma ótima fonte de energia e pode fazer parte da dieta

Apesar de ser muito utilizado e popularizado na Itália, omacarrão foi “inventado” há mais de 4.000 anos na China. Ele é uma fonte de carboidratos complexos, absorvidos mais lentamente do que os carboidratos simples (glicose, frutose e galactose), e uma excelente fonte de energia. Composto normalmente por uma mistura de cereais(farinha de trigo comum ou integral, sêmola, ovos, água, sal), atualmente já encontramos macarrão à base de arroze de milho. A versão integral é excelente fonte de fibras,vitaminas e minerais, sendo mais lentamente absorvido e promovendo maior saciedade.

porção individual recomendada é de 80g a 100g demacarrão cru por pessoa, pois depois de cozido ele triplica de volume, chegando em torno de 250 gramas de massa cozida.

Macarrão é um alimento calórico?

O macarrão se torna um alimento calórico quando é utilizado em excesso ou com acompanhamentos gordurosos. Se respeitado o porcionamento de 80g de macarrão cru por pessoa e escolher o molho correto pode ser utilizado inclusive em dietas para perda ou controle de peso.

Cada 80 gramas de macarrão sem recheio (espaguete, farfale, talharim) fornece em média 350 calorias, a maior preocupação deve ser com o tipo de molho e acompanhamentos utilizados.

VALOR CALÓRICO EM 1 COLHER DE SOPA DE DIFERENTES TIPOS DE MOLHOS PARA MACARRÃO:
Molho branco: 39kcal
Molho branco: 39kcal
Molho de Tomate Caseiro: 10 kcal
Molho a Bolonhesa: 20kcal

Cada 80 gramas de macarrãosem recheio (espaguete, farfale, talharim) fornece em média 350 calorias, a maior preocupação deve ser com o tipo de molho e acompanhamentos utilizados.

As massas recheadas possuem valor calórico mais alto do que massas sem recheio. Normalmente são recheados com proteínas (carne bovina, frango ou queijos), quando recheados com hortaliças (abóbora, berinjela, cogumelos) o valor calórico é menor quando comparado com recheio proteico.

VALOR CALÓRICO DE 250G DE DIVERSOS TIPOS DE MASSAS RECHEADAS SEM OS MOLHOS:
Inhoque: 400kcal
Capeleti de Carne: 620kcal
Raviole Queijo e presunto: 580kcal
Raviole de Ricota: 560kcal

Se estivermos preocupados com o controle de peso o mais indicado é a utilização de massas sem recheio (penne, fusili, talharim) com molho de tomate, não acrescentar porção de proteína ou queijo ao prato para não aumentar o valor calórico total.

O macarrão por ser rico em carboidratos, ter fácil digestão e baixo custo é muito utilizado pela população em geral e atletas. Carboidratos são a principal fonte de energia para as células e indispensáveis para a prática esportiva. Também tem função de “poupar” a utilização das proteínas, mantendo sua função de construção e reparação dos tecidos.

Como refeição pré-treino, três a quatro horas antes do exercício, recomenda-se a realização de uma refeição rica em carboidratos e proteínas, para fornecer energia, aumentar força e resistência, evitando hipoglicemia durante o treino. Essa refeição pode ser composta por uma massa com molho de tomate e proteína magra.

 

Fonte: EuAtleta (globo.com)

  • Facebook
  • Twitter

Detox pós-páscoa: expert dá dicas para eliminar os excessos da alimentação do feriado

Comeu mais chocolate do que deveria na Páscoa? Cau Saad, personal trainer das celebridades, indica uma dieta e um treino que vão ajudar você a perder os quilos adquiridos

Com o feriado da Páscoa e seus muitos ovos, ingere-se chocolates em excesso. Como consequência, apareceram alguns quilos a mais. Marie Claire conversou com Cau Saad, personal trainer das celebridades, e ela deu dicas de alimentação e exercícios que vão ajudar a perder o peso conquistado. Para isso, será preciso suar a camisa e investir em uma dieta balanceada. “Tenha foco, disciplina e paciência! Não queira fazer uma dieta radical e perder em dois dias o que você ganhou em sete”, afirma.

OPTE PELOS ALIMENTOS ORGÂNICOS

De acordo com Cau, a melhor opção nesse momento é uma dieta balanceada. “Controlar a alimentação é a melhor tática, inclusive no fim de semana. Coma alimentos orgânicos, como frutas, verduras e legumes. Eles fazem grande diferença na hora de ajudar a eliminar as toxinas do corpo”, diz. Além disso,esqueça carnes gordurosas e dê preferência para as magras, como os peixes.

NÃO CAIA NA TENTAÇÃO
No supermercado, passe longe da prateleira de doces e esqueça o pão branco. “Evite açúcar, alimentos industrializados, processados e congelados”, diz Cau. Pelo menos neste período eles dever ser cortados. Depois, pode-se acrescentá-los em pequenas quantidades e aos poucos na rotina alimentar. Também substitua o pão branco pelo integral.

TURBINE OS EXERCÍCIOS FÍSICOS

Investir nos exercícios físicos, com estímulos variados, também traz um resultado rápido e eficaz. “A melhor pedida é combinar exercícios aeróbicos com a musculação. O aumento de massa magra ajuda a acelerar o metabolismo e consequentemente a perda de gordura”, diz a personal trainner.

FONTE: Revista Marie Claire

 

  • Facebook
  • Twitter

Samba emagrece até 800 calorias em uma hora

Além de ser uma ótima maneira de se exercitar, o samba é uma atividade que pode ajudar a pessoa a vencer a timidez. A professora Milena Nogueira, esposa do sambista Diogo Nogueira e dona de um corpão sarado, afirma que o samba trabalha todas as partes do corpo e proporciona bem estar psicológico. “Durante uma aula é possível sentir uma sensação de euforia e descontração”, completa. Segundo Milena o gasto calórico em uma aula de samba pode variar de 300 a 800 calorias.

O samba ajuda a tonificar pernas, bumbum, abdômen e braços. Por ser uma atividade aeróbica, ele turbina o gasto de calorias ao ser associado a uma dieta equilibrada.

Outro ponto positivo do samba é que pessoas de qualquer idade podem cair na dança. “A maioria costuma começar tarde, mas há limitação de idade”, explica Jimmy de Oliveira, professor e proprietário de uma academia de samba no Rio de Janeiro. Oliveira ressalta ainda que a dança é uma excelente atividade física, porque estimula o desenvolvimento das habilidades corporais, além de resultar em um aumento da autoestima. “Geralmente a pessoa sai das aulas se sentindo melhor, principalmente porque é uma modalidade esportiva que cobra muita atitude”, diz.

Apesar do preconceito, há muitos homens que também usam o samba para se exercitar e se sentirem mais confiantes. “Dançar a dois é bacana, há uma cumplicidade no momento que permite uma troca de informação e, no caso dos casais, de carinho“, afirma Jimmy. Milena ressalta que mesmo que nunca teve contato com o samba, após quatro meses de aula já se sentirá preparado para sair sambando por aí!

 

Via: BolsaDeMulher.com

  • Facebook
  • Twitter

Por que as pessoas desistem da dieta?

1ª semana: -2 kg; 2ª semana: -1,5kg; 3ª semana: -1kg; 4ª semana: -0,5kg; 5ª semana: -0,1kg; 6ª semana: Desisti…

Já viu isso em algum lugar?

Certamente, se fez dieta alguma vez ou conhece alguém que fez, já viu esse filme…

 

E por que isso acontece?

Dois itens muito curiosos vamos abordar na linha abaixo:

1: Por que as pessoas desistem se tinham um objetivo muito grande à frente?

2: Por que o ritmo de peso diminui com o passar do tempo

 

O sonho de muita gente é emagrecer e ter um corpo definido! E por que muitos desistem? São muito os motivos, mas talvez o mais forte esteja ligado à restrição de opções dos alimentos “da dieta”. A primeira semana vai hiper bem! Continuamos motivados! Com o passar dos dias e semanas essa motivação tende a diminuir… Às vezes encaramos um regime como a quaresma – “Vou cortar doces e frituras da minha vida até o dia x”. É possível conseguir! Mas, é inviável manter essa motivação durante muito tempo.

Quando nos deparamos com uma festa, almoço ou outro evento social falamos com nossa cabeça – “É só hoje… Amanhã eu volto para a dieta”. Algumas vezes volta sim. Mas, na maioria as saídas tornam-se mais frequentes e a dieta fica para trás.

Uma dica é, não faça “micro dietas” que começam toda segunda-feira. Elas enfraquecem suas tentativas… E também admita-se errar; sair da dieta. É impossível seguir à risca durante um longo período.

 

E por que a perda de peso diminui com o passar das semanas?

Nas duas primeiras semanas perdemos mais peso por causa da desintoxicação do organismo. Ou seja, desinchamos e perdemos líquidos. Isso é o que acontece de segunda a quarta-feira após um fim de semana desregrado. Os compostos “tóxicos” vindos da ingestão de frituras, açucares, gorduras, corantes, calorias em excesso… são eliminados pelo corpo. Com isso, o organismo que mantinha mais líquidos que o normal para “diluir” esses compostos e evitar que eles fizessem tanto mal, começa a perdê-los. Ficamos mais leves! Às vezes, até 1 kg a cada dois dias! É muito! Porém, não é que emagrecemos tudo isso. A balança acusa sim, mas o peso não é totalmente em gordura. Aliás, é praticamente impossível perder 2 kg de gordura na semana, embora a balança fale que sim e o nosso entusiasmo no começo da dieta diga o mesmo. Comer bem desintoxica naturalmente, mesmo que não siga uma dieta propriamente “detox”. Está explicado, então, porque nas primeiras semanas o peso cai tão rápido!

 

E a partir daí, o peso vem de gorduras e da musculatura basicamente. Os números da balança baixam com menos velocidade. E, se sua dieta for muito rigorosa com baixíssimos níveis de calorias e/ou carboidratos o metabolismo pode ficar mais lento, o que retarda ainda mais as diferenças significativas na balança.

Então, cuidado com regimes muito rigorosos e restritos. Realmente o metabolismo diminui por causa disso e a perda de peso pode ficar mais lenta. Aí o desânimo aparece…

Invista em melhorar seu condicionamento físico na atividade física e não procure imediatismos. É melhor demorar algumas semanas a mais para atingir seus objetivos para que eles sejam duradouros e que a saúde seja mantida!

 

Fonte: Tips4Life

  • Facebook
  • Twitter

Excesso de proteína é transformado em gordura?

Existe uma crença de que se ingerirmos grandes quantidades de proteína, o excesso será transformado em gordura. Será ?

Um estudo realizado pela Pennington Biomedical Research examinou, justamente, qual seria o efeito da proteína na modificação do corpo em pessoas que realizaram dietas hipercalóricas com proporções diferentes de proteína: pouca (0.6g por kg), média (1,79g por kg) e bastante proteína(3g por kg). Lembrando que todas as dietas tinham a mesma proporção carboidratos e gorduras.

No final do estudo, o resultado não poderia ser mais interessante, o ganho de gordura foi equivalente nas três dietas, incluindo as pessoas que tiveram que ingerir 3g de proteína por kg de peso corporal. Comprovando que a ingestão de proteína, como único fator, não vai fazer uma pessoa acumular mais gordura.

Isto acontece porque a digestão deste macronutriente não é tão simples como as pessoas imaginam. O corpo precisa arregaçar a manga para processar a proteína, quebrá-la em aminoácidos e depois administrá-la em diversas funções onde ela é necessária, sendo que a transformação em gordura não é, nem de perto, a mais importante delas.

Ainda temos que considerar que muita gente falha em ganhar massa muscular, justamente por não conseguir ingerir a quantidade necessária de proteína, imagine ganhar gordura.

“Ok, uma dieta com bastante proteínas pode não gerar gordura, mas e o excesso em uma única refeição ?”

Muitas pessoas pensam que ingerir proteína em excesso em uma única refeição poderá gerar apenas dois resultados: o corpo não vai conseguir ingerir toda a proteína eliminando o excesso ou vai simplesmente transformar em gordura.

Felizmente, o corpo é mais esperto do que isso. Quando ingerimos grandes quantidades de algo (proteína ou qualquer outra coisa), o organismo percebe imediatamente e simplesmente reduz a velocidade da digestão, aumentando o tempo que os nutrientes estarão disponíveis para serem absorvidos. Gerando um fluxo lento e constante de aminoácidos, no caso da ingestão de proteína.

 

Fonte: Hipertrofia.org

  • Facebook
  • Twitter